Asma e a Gravidez

Durante a gravidez, as futuras mamães sentem-se desconfortáveis sempre que precisam tomar algum remédio. No entanto, se a grávida tem asma, torna-se duplamente importante que seus sintomas sejam bem controlados, para aumentar tanto o seu bem-estar como o da criança. Uma asma descontrolada pode ameaçar o bem-estar, o crescimento e a sobrevivência do feto. Os objectivos do tratamento da asma durante a gravidez são os mesmos que os dos outros asmáticos — prevenir a hospitalização, as idas à urgência a perda de dias de trabalho e a incapacidade crónica.

As mulheres grávidas, como os outros asmáticos, deveriam evitar os factores desencadeantes da asma, incluindo os alergénios específicos como os ácaros da poeira domiciliar e os animais domésticos, assim como os irritantes como o fumo do cigarro. Assim que souber que esteja grávida, procure seu imunoalergologista para estabelecer a melhor estratégia para seu tratamento e medicações. Ele será capaz de prescrever medicações eficazes que possam ser usadas na gravidez, e a acompanhará durante a gravidez para garantir que seu tratamento está sendo eficaz e sem efeitos colaterais.

Se está grávida e tem asma, pode ter questões sobre como cuidar melhor dos seus sintomas e sua influência sobre o beba. Seguem-se algumas perguntas e respostas que poderão ajudá-la.

Perguntas frequentes

As mulheres asmáticas podem levar sua gravidez até o fim seguramente?
Por que a asma não controlada afectaria o feto?
Como as medicações para a asma afectam o feto?
Que efeito a gravidez tem na asma?
Em que período da gravidez ocorrem as mudanças na asma?
Por que a asma melhora em algumas mulheres durante a gravidez?
Por que a asma piora em algumas mulheres durante a gravidez?
Posso continuar a receber as vacinas de alergia durante a gravidez?
As mulheres grávidas podem utilizar o método Lamaze?
Posso amamentar pelo peito sendo asmática?

 

 

 

 

 

 

 

Download PDF